Finanças pessoais o PIS será pago somente para quem ganha um salario minimo


Proposta prevê pagar abono do PIS só para quem ganha até um salário mínima versão previa da renovação da Previdência que vagou para a imprensa nesta segunda-feira (4) adivinha alteração no pagamento do abono salarial do PIS/Pasep. Segundo a sugestão, o benefício anual deve ser pago somente para quem ganha até um salário diminuto mensal. Hoje, o abono é pago para quem ganha até dois salários diminuto (veja todas as condições abaixo).

A sugestão não adivinha alteração na forma de pagamento do abono, acertada no final de 2014 pela ex-presidente Dilma Rousseff. O valor pago seguiria variando de concórdia com o tempo de trabalho. Se trabalhou o ano todo, possui o valor rico, de valor idêntico a um salário mínimo (R$ 998, em 2019). Se trabalhou um mês, ganha de maneira proporcional: 1/12 do mínimo.

GOVERNO TEMER SUGERIU ACABAR COM ABONO

O ministério da Fazenda do governo de Michel Temer alcançou a insinuar, em exposição, a extermínio do abono “por refletir um programa que favorece população longe da pobreza grande”, já que quem arrecada são pessoas que estão empregadas e com carteira assinada.

Porém, pela sugestão que se vazou, o governo atual estuda prossegue com o benefício, mas de forma mais limitada.

No Orçamento de 2019, a despesa calculada com o abono é de R$ 19,2 bilhões.

PROPOSTA AINDA NÃO É OFICIAL

A interpretação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que iniciar a rodar ainda não é a sugestão oficial do governo, mas é uma das versões em estudo, segundo o secretário da Previdência e Trabalho, Rogério Marinho.

Por se referir de alterações na Constituição, a sugestão teria que encara um caminho mais rigoroso no Congresso. Será preciso passar por dois horários de votação na Câmara e dois no Senado, além de obter quintos dos votos em cada uma das Casas (308 votos na Câmara e 49 no Senado).

O QUE É O ABONO SALARIAL

O abono salarial do PIS/Pasep é um pagamento no período de um ano para quem restringi todos os seguintes critérios:

  • Trabalhou com carteira assinada por pelo menos 30 dias no ano;
  • Ganhou, no máximo, dois salários mínimos, em média, por mês;
  • Está inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos;
  • A empresa onde trabalhava informou seus dados corretamente ao governo

Veja outros detalhes da proposta:

  • Político deverá cumprir idade mínima para se aposentar
  • Benefício para idoso e deficiente pobre poderá ser menor que o mínimo
  • Proposta prevê contribuição para militares, até da reserva e reformados
  • Só com 65 anos servidores terá ‘aposentadoria integral’
  • Proposta autoriza uso do FGTS para capitalização.

 

Comments

comments

Deixe seu comentário